Dúvidas Frequentes

1. Bagagem

Limite de bagagens
O preço da passagem inclui, a título de franquia, o transporte obrigatório e gratuito de volumes no bagageiro e no porta-embrulhos, observados os seguintes limites máximos de peso e dimensão:
1. No bagageiro, 30 kg de peso total e volume máximo de 300 dm (0,3), limita a maior dimensão do volume a um metro.
2. No porta-embrulhos, 5 kg de peso total com dimensões que se adaptem ao porta-embrulhos, desde que não sejam comprometidos o conforto e segurança do cliente, e que sejam pertences de uso pessoal.
Excedida a franquia acima, poderá haver cobrança pelo excesso de bagagens. É vedado o transporte de materiais considerados perigosos, como, por exemplo, explosivos, armas de fogo, produtos corrosivos etc.

Bagagens de mão
As bagagens de mão são de inteira responsabilidade do passageiro. Por isso, mantenha sempre consigo dinheiro, joias e outros objetos de valor. Nunca coloque esses objetos na mala que irá no bagageiro externo do veículo. Ao desembarcar nos pontos de paradas, é aconselhado ao passageiro que leve sua bagagem de mão, para evitar aborrecimentos. Obs.: Antes de desembarcar, verifique se não está esquecendo algum objeto. Não nos responsabilizamos por objetos esquecidos em nossos veículos. Caso seja esquecido algum objeto, entre em contato com a empresa pelo telefone (21)3644-6600.

Bagagens no bagageiro externo
Não é permitido colocar ou retirar bagagens, do bagageiro, durante o trajeto. A colocação ou a retirada das mesmas só poderá ser feita nos terminais de embarque e/ou desembarque. O passageiro deve assistir a colocação e retirada de sua bagagem no compartimento do ônibus.
Para seu conforto, recomendamos que a bagagem receba uma identificação interna, contendo seus dados pessoais, pois, em caso de extravio, será mais fácil devolvê-la.

Criança: aquele com idade entre 0 e 11 anos completos.
Adolescente: aquele com idade entre 12 e 17 anos completos.
Documento (criança/adolescente): Carteira de Identidade ou certidão de nascimento, original ou em cópia autenticada.
Obs: em linhas interestaduais, a certidão de nascimento não é aceita como documento para embarque; somente Carteira de identidade. (Conforme Resolução ANTT n° 4.308/2014)
Documento (maior de idade): Carteira de Identidade ou Carteira de Trabalho.

A PARTIR DE 12 ANOS:
Não necessita de autorização judicial.
O adolescente apresenta ao motorista a sua Certidão de Nascimento ou Identidade, mantendo o documento em seu poder durante a viagem.

ABAIXO DE 12 ANOS:
Criança viajando na companhia de Pais, Tios, Avós, Irmãos maiores de 18 anos:
Não necessita de autorização judicial. Basta apresentar ao motorista a Certidão de Nascimento ou Identidade da criança e a Identidade do Adulto que a acompanha, para comprovar o parentesco, mantendo os documentos em seu poder durante a viagem.

Criança viajando na companhia de pessoa maior ou parente por afinidade:
Não necessita de autorização judicial. A Mãe, o Pai ou o responsável legal da criança faz uma autorização por escrito, data, e assina de forma idêntica à Identidade e reconhece firma em cartório. Basta apresentar ao motorista a Autorização escrita, a cópia da Identidade de quem autoriza, a Identidade de quem acompanha e a Certidão de Nascimento ou Identidade da criança, mantendo os documentos em seu poder (acompanhante) durante a viagem.

Criança viajando desacompanhada:
Necessita de autorização judicial.
Quem pode requerer: A mãe, o Pai ou o responsável legal da criança.
Documentos a serem apresentados no posto do juizado para requerer a autorização judicial:
da criança: Certidão de Nascimento ou Identidade e cópia e 02 fotos 3X4.
do requerente: Identidade e cópia e comprovante de residência e cópia.
Obs: Se o(a) requerente é guardião(ã) ou tutor(a), trazer termo de guarda ou tutela e
cópia.
Documentos a serem apresentados ao motorista na hora do embarque: A autorização judicial, que deverá ser mantida com a criança durante a viagem.

LEMBRAMOS QUE OS PROCEDIMENTOS PARA O EMBARUQE DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES VISAM A SEGURANÇA DE SEUS FILHOS. As normas para viagem de crianças e adolescentes pelo território nacional estão dispostas no artigo 83 da Lei 8.069, de 13 de julho de 1990.

Animais de estimação podem ser transportados desde que não venham a causar desconforto ou transtorno a outros passageiros. Por isso, seu ingresso nos transportes públicos de uso coletivo fica permitido desde que o animal seja de porte pequeno e esteja contido dentro de caixa ou maleta de transporte, fabricada especificamente para este fim, ressalvados os casos de cães-guia (art. 29 da Lei Estadual nº 4.808/2006) e obedecidas às normas de higiene, segurança e saúde;


Notas:

  • Os animais deverão: estar devidamente acompanhados de atestado sanitário expedido pelo médico veterinário, comprovando a saúde do animal, e estar com a vacinação em dia, comprovada em caderneta própria, com destaque para a imunização anti-rábica;
  • Todo animal deverá estar acondicionado, durante toda a viagem, na maleta de transporte;
  • O animal não pode ser transportado de maneira que, eventualmente, cause desconforto ou transtorno aos outros usuários; Para que você e seu animal de estimação possam viajar com mais tranquilidade, recomendamos a compra da poltrona ao lado.

CÃO-GUIA
Fica assegurado o ingresso, nos meios de transporte público coletivo, de cãesguia
quando acompanhados de pessoa portadora de deficiência visual. A
identificação do cão-guia e a comprovação de treinamento do usuário dar-seão
por meio da apresentação dos seguintes itens:
• carteira de identificação e plaqueta de identificação, expedidas pelo centro de
treinamento de cães-guia ou pelo instrutor autônomo;
• carteira de vacinação atualizada, com comprovação da vacinação múltipla e
anti-rábica, assinada por médico veterinário com registro no órgão regulador
da profissão;
• equipamento do animal, composto por coleira, guia e arreio com alça.
A plaqueta de identificação deve ser utilizada no pescoço do cão-guia.
O cão em fase de socialização e treinamento deverá ser identificado por uma
plaqueta, presa à coleira, com a inscrição "cão-guia em treinamento",
aplicando-se as mesmas exigências de identificação do cão-guia, dispensado o
uso de arreio com alça.
É vedada a exigência do uso de focinheira nos animais de que o Decreto nº.
5.904, de 21 de setembro de 2006, como condição para o ingresso e
permanência em ambientes de uso coletivo.

Você pode desistir de viajar e receber a devolução da importância paga ou trocar a passagem para outro dia e horário. Dirija-se a uma de nossas agências antes do horário da partida, com o bilhete em mãos. No caso da compra ter sido feita com Riocard, este também precisa ser apresentado.

Linhas Intermunicipais

  • Para trocar o destino, data ou horário da viagem, basta comparecer a uma de nossas agências antes do horário da partida indicado no bilhete, pagando ou recebendo a diferença quando houver.
  • Em caso de cancelamento do bilhete com a solicitação de reembolso do valor pago, basta comparecer a uma de nossas agências até três horas antes do horário previsto para a partida e fazer a solicitação. A empresa disporá de até 30 dias, a partir da data do pedido, para efetivar a devolução. Após o horário previsto acima, não será possível solicitar o cancelamento nem o reembolso.

(Base legal - Lei 11.975 de 07 de julho de 2009 / Decreto estadual 3.893/1981)

Linhas Interestaduais
  • Para trocar o destino, data ou horário da viagem, basta comparecer a uma de nossas agências até três horas antes do horário da partida indicado no bilhete.
  • Em caso de cancelamento do bilhete com a solicitação de reembolso do valor pago, basta comparecer a uma de nossas agências até três horas antes do horário previsto para a partida e fazer a solicitação. A empresa disporá de até 30 dias, a partir da data do pedido, para efetivar a devolução. Poderá ser cobrada multa de 5% do valor da passagem a título de multa compensatória. Após o horário previsto acima, não será possível solicitar o cancelamento nem o reembolso

(base legal - Resoluções 4.282, de 17 de fevereiro de 2014, e 4.432, de setembro de 2014, da Agência Nacional de Transportes Terrestres - ANTT)

A Viação Teresópolis tem um serviço de achados e perdidos à disposição dos seus clientes.
Para verificar se algum objeto esquecido no ônibus foi encontrado, ligue para nossa garagem em Teresópolis: (21)3644-6600
Após um mês, os objetos são doados para instituições locais e os documentos, após dez dias, são encaminhados à Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos - ECT da cidade.